Só o amor é capaz de acender nossa luz interior. Sem amor não somos ninguém.

Desde os primórdios o amor é o melhor sentimento que existe.

Somente o amor que valida nossa existência porque é quando somos realmente amados que nos sentimos verdadeiramente vivos. E o amor é tão bom que pode ter várias faces.

Certamente, quem tem esses 8 tipos de amor, tem tudo:

1- Amor de pai

Sem dúvidas, nosso pai é o homem mais importante da nossa vida. O amor paternal é alicerce para a construção da nossa personalidade. Mais do que isso, é nosso escudo diante dos problemas da vida.

Se, de alguma forma esse amor não corresponder a nossas expectativas, uma lacuna muito grande, determinante na nossa conduta, abrirá-se em nosso peito.

A proteção que recebemos do nosso pai está diretamente ligada ao valor que damos a nós mesmos.

Desta forma, para que nossa autoestima, nossa autoconfiança e o nosso amor-próprio se consolidem e se fortaleçam, o amor de pai é imprescindível.

2- Amor de Mãe

Primeiro, nossa Mãe é nosso ventre de origem. O começo de tudo e, inegavelmente, não há ninguém que possa nos amar mais do que ela.

Nosso primeiro lugar enquanto existência. Dona da nossa luz. É, também, colo do crescimento e desenvolvimento do nosso corpo.

É a mãe que tem uma conexão eterna com o filho, porque somente com ela que possuímos uma ligação umbilical.

Amor de mãe é compreensão, mais do que isso, é refúgio para as dores do mundo.

Quando nosso coração se despedaça, o primeiro pensamento que nos vem à mente é: “Eu quero a minha Mãe!”. De tal modo que não importa a idade.

Por isso, o machucado do desafeto de uma mãe é a dor emocional mais forte que uma pessoa pode ter.

3- Amor de irmãos

Esse é, com certeza, o amor mais fiel que existe. Sangue do mesmo sangue. Alguém capaz de trair o próprio irmão, certamente, desconhece o valor divino desse laço.

Somente um irmão pode nos ajudar incondicionalmente ou tomar conta dos nossos filhos se algo nos impedir de tal.

É no irmão que sempre depositamos a maior confiança e unidade. Assim, é nosso cúmplice e nosso apoio quando nossos pais, que eram nossos alicerces, partem dessa vida.

Inevitavelmente, os irmãos são o que restam da nossa principal ascendência.

Quando dizemos que um amigo é nosso irmão, estamos esclarecendo a força de um laço que Deus divinamente criou.

4- Amor de amigos

De certo, é ao mesmo tempo o sentimento mais lindo e mais frágil que alguém pode ter.

Lindo porque um amigo você ama como família devido à relação que um dia vocês iniciaram no decorrer da vida e se fortaleceu naturalmente sem que qualquer parentesco os obrigasse.

Sentimento de amigo é realmente livre, genuíno e puro.

Ele pode, inclusive, amenizar as dores que temos dentro do peito por relações familiares menos sólidas.

E não depende de qualquer ligação sanguínea para ser amor. Porém, é frágil porque, quando se quebra, o tempo afasta de uma forma que jamais nos desligaremos de nossa família.

Por isso preserve seus bons amigos.

5- Amor de filho

É poder. Acima de tudo, sentir-se mais do que jamais pensou em ser. É agigantar-se.

Logo que o amor de um filho nasce, surge outra versão de nós mesmos, disposta a fazer coisas que jamais imaginaríamos capazes. Um espírito de luta e de proteção.

Ver aquele ser que nos ama incondicionalmente e precisa da nossa proteção, surpreendentemente, enche-nos de importância, 

A partir de então, vemos o mundo com olhos de quem quer vencer para prover esse amor tão visceral.

6- Amor de cônjuge

É o amor que escolhemos partilhar a vida. Nesse laço geramos nossa descendência e construímos o futuro.

É, igualmente, apoio e parceria fundamental para nossos alicerces emocionais.

Ser bem amado pelo nosso parceiro(a) nos faz mais forte para enfrentar os obstáculos a nossa frente, inclusive, os traumas emocionais do passado.

E, por certo, proporciona um sentimento que nem um outro amor é capaz de nos dar: A paixão.

7- Amor de estimação

É um sentimento sem explicação.

Aquele ser, teoricamente irracional, entra como um filhotinho fofo em nossas vidas, mas acaba se transformando em um dos elos mais fortes que temos.

E são os anos de convivência, seja um cachorro, um gato ou seja qualquer outro animal de estimação, que fazem com que se tornem membros da família, os quais jamais esqueceremos, mesmo depois de partirem.

Isso porque aliviam nossa solidão, além de serem sempre fiéis fazendo com que a gente se sinta verdadeiramente amado o tempo todo.

8- Amor de primo

Amor de primo é a cereja do bolo.

Provavelmente, um sentimento que a gente até viveria sem, mas, quando tem, torna nossa infância muito mais especial deixando memórias que jamais serão esquecidas pelo adulto que viramos.

Amizade, companheirismo e, também, família juntos numa só pessoa.

Nem sucesso, nem dinheiro, nem sonhos realizados, nada é mais importante do que ser amado.

Portanto, quando entendemos que temos um espaço no coração do outro, nossa alma, certamente, se ilumina, nosso mundo fica mais colorido e nossa vontade de viver ultrapassa todos os obstáculos.

Da mesma forma, o amor que nos ajuda na dor, que nos recompensa uma vitória e que nos conforta na solidão.

Inclusive, saber que em algum lugar existe alguém para quem somos importantes é uma das sensações mais divinas que podemos ter.

É luz em nossas vidas. É a paz de, simplesmente, ser o que se é.

Texto original inspirandoluz.com.br. Compartilhe o link à vontade. Utilização dos nossos artigos em sites/portais ou em vídeos e áudios é permitida, desde que com os devidos créditos ao texto e ao nosso site, de forma clara e visível.  Grato pela compreensão. 

COMENTÁRIOS




Inspirando Luz
Ser luz não é sobre brilhar, é sobre iluminar aonde quer que você vá.