Não caia em depressão, nem se afogue em ansiedade. Sua vida não é o que foi ontem, nem o que será amanhã. Ela é o hoje. O poder está em suas mãos, agora.

A Borboleta de Piracema tinha acabado de sair do casulo. Estava feliz com sua nova condição de vida, porém, um pouco cansada. Então resolveu tirar o dia para dormir. E foi o que fez. Só que ela nunca mais acordou. Tais borboletas têm apenas um dia de vida.

Existem várias chances de recomeçar. Mas como o efêmero inseto, você só tem um momento presente nesse mundo. Todas as manhãs quando você acorda é esse mesmo dia que você vive e sempre viverá: O HOJE!

O dia passado virou ontem, como tantos outros que um dia se fizeram presentes. Mas, veja bem, esses dias que se perderam no tempo estão petrificados para sempre.

Portanto, não há como mudá-los. Por isso, não existem razões para você se prender ao que passou, pois nunca será possível reescrever uma memória.

Do mesmo modo, o dia de amanhã também não é o momento presente. Ele é intocável. Assim, fica impossível alterar o que ainda não veio.

Então, diferente do claro passado, o futuro é misterioso e inatingível. Nós nunca viveremos o amanhã. O dia de amanhã, na verdade, não existe, porque quando chegarmos lá, ele terá se tornado hoje.

Por isso, hoje é quando você tem que dar o primeiro passo. Hoje é o tempo que você vive. Nem antes, nem depois.

Agora é a hora de você dar a volta por cima, de lutar pelos seus sonhos. De perdoar e amar. Esse é o momento de você deixar ir tudo que não faz bem. Acabar com ressentimentos, esvaziar mágoas.

Certamente, no hoje, não há tempo para maldade, porque ele é muito efêmero para o desperdiçarmos com outra coisa que não seja construir a nossa felicidade.

Sendo assim, esse é o exato momento de marcar aquela viagem tão sonhada, de trocar de emprego, morar em outra cidade. De encontrar amigos, visitar a família. De deixar para trás velhos hábitos e se tornar uma pessoa melhor.

Essa é a hora de vencer medos e encarar o que você realmente quer da vida.

É hoje que você decide o que deseja eternizar nesse passado que você nunca mais poderá tocar.

Imagine que todos dias da sua vida estão na fila de um precipício. Em todo pôr do sol, um deles pula e desaparece para sempre. Se você não o usou bem, nunca mais terá uma nova chance de aproveitá-lo.

Por isso, não seja como a Borboleta Piracema, não desperdice o seu agora. Porque da mesma forma que o hoje dela era único, o seu também é.

Você escolhe: pode agir mal neste momento ou viver o seu dia com simples grandiosidade. Seja qual for a sua escolha, ela será a história que você decidiu lapidar no ontem.

É lá que as pessoas descobrirão sobre o que você fez e sobre quem você é.

Da mesma forma, é hoje que você constrói as influências sobre os acontecimentos futuros e alicerça o que está por vir.

Imprescindível compreender que, sem uma boa base agora, o amanhã, em vez de virar uma oportunidade do presente, fará, do seu futuro hoje, um pesadelo.

Então, não deixe nada para depois, porque o futuro é agora. E amanhã é nunca para quem tem uma só vida. Com isso, não desperdice seu tempo nesse mundo como uma borboleta que tem apenas um dia.

Seja o que for, comece hoje e mantenha-se sempre conectado ao presente. Faça-se presente. Viva o presente. É nele que se encontra a sua vida real.

O passado é memória e o futuro é ilusão.

Dito tudo isso, não se esqueça: nem ontem, nem amanhã. Sua vida acontece neste momento. Mantenha os pés na realidade. Sem melancolia e nem ansiedade. Hoje é o único dia que você tem para fazer acontecer.

Portanto, levante e brilhe agora!

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.