Faça a sua parte, seja justo, pois se o homem falha em conciliar justiça e liberdade, ele, então, falha em tudo.

Por que a injustiça que se faz a uma pessoa é uma ameaça a todo o funcionamento do Universo.

Dói quando pregamos a justiça, mas quando chega a nossa vez de contar com ela, as pessoas colocam seus egoísmos em primeiro lugar.

Interesses próprios são os grandes aterrorizadores da justiça, por vários motivos. 

Contraditoriamente, vivemos em um mundo onde as pessoas exigem de nós a sensatez que não são capazes de dar. Inclusive fazem com os outros o que não gostariam que fizessem com ela.

Não é de se admirar que exista tanta injustiça no mundo. O ser humano é muito vulnerável.

Assim, ser correto é uma tarefa cada vez mais difícil hoje em dia, porque ficar do lado da justiça, às vezes, requer que sobressaltemos duros obstáculos.

Tais como estes 10:

1- VAIDADE

Às vezes, o mais justo fere nosso ego.

Desta forma, ter de descer do salto porque ele não é seu consiste em uma tarefa muito difícil para a vaidade humana. Porém necessária.

2- MENTIRA

Essa é a força mais poderosa sobre a justiça.

De fato, a mentira tem muitos disfarces e pode encobrir tudo que é falso com o véu da nobreza.Consequentemente, calar a falsidade para que a justiça seja feita é um enorme desafio.

3- PARCIALIDADE

E quando ser correto significa favorecer o lado oposto?

Passar por cima das nossas tendências e sentimentos por pessoas que estimamos pode ser crucial na hora de ser justo.

4- EGOÍSMO

Nossos desejos e vontades ainda falam muito mais alto que a justiça nesse mundo onde as pessoas preferem favorecer a si mesmas do que serem corretas.

Por isso, desapegar das próprias vontades para manter o bem, ainda é uma das tarefas mais difíceis do ser humano.

5- FALTA DE CARÁTER

Ser mais forte que um caráter falho é, certamente, é outro árduo desafio na obtenção de justiça.

As pessoas maquiavélicas acreditam que os fins justificam os meios. Não raro, são os que fazem qualquer coisa para ocultar o que lhes tira vantagens, mesmo embora, seja o mais justo.

6- GANANCIA

Com certeza, a maior corruptora da justiça é a ganância.

O dinheiro ainda tem um poder inexplicável sobre os homens e controla até verdade do mundo. Por isso, é fácil encontrar uma injustiça por preço de barganha em qualquer lugar, mas não devia.

7- DESPREZO

Ser correto com nossos desafetos também não é nada fácil.

Apesar de toda raiva, admitir que o justo favorece nosso oponente, aquele que a gente tanto despreza, é ter uma grandeza divina.

8- ORGULHO

Vencer o orgulho é mais um obstáculo difícil na busca de justiça.

Dar o braço a torcer e admitir que a justiça não é aquela que pregávamos requer muita maturidade e personalidade. Haja alma para admitir que se está errado.

9- OS INJUSTOS

Inegavelmente, são os grandes vilões do desequilíbrio da realidade.

Eles consituem o grupo daqueles que, movidos por algum dos itens anteriores, banalizam verdade e ditam como justa a ideia que permeia seus próprios umbigos.

Em outras palavras, são os agentes da distorção da realidade para adequar sua vontade a uma justiça de mentira.

10- INCONSCIENTE COLETIVO

A tendência de acreditar que a injustiça é válida em sociedade vem da influência do tanto de malandragem que testemunhamos no nosso dia a dia.

O que quero dizer é que, no inconsciente do povo, a esperteza é valor positivo enquanto ser justo é para os tolos.

A bem da verdade, tolos são justamente aqueles que pensam assim.

Seja qual for o obstáculo que o impeça de ser justo, supere-o. Porque é exatamente esta sua escolha que definirá o que você irá atrair para sua vida no futuro

Certamente, esperamos que o mundo mude, que as pessoas tomem consciência de que a lei da alma é a correção e a legitimidade dos acontecimentos.

Porém, enquanto a humanidade não evolui a este ponto, que tenhamos em mente que é melhor sofrer uma injustiça do que praticá-la. Cedo ou tarde, o Universo trará a verdade à tona.

Por isso, nunca se esqueça:

 Demore o tempo que for, Deus sempre ajeita tudo no seu lugar.

Texto original inspirandoluz.com.br. Compartilhe o link à vontade. Utilização dos nossos artigos em sites/portais ou em vídeos e áudios é permitida, desde que com os devidos créditos ao texto e ao nosso site.  Grato pela compreensão. 

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.