10 razões para as pessoas assumirem seus erros.

Já foi vítima de alguém que errou e colocou a culpa em você? Chato né?

Errar é definitivamente humano, mas assumir erros é uma tarefa que ainda está longe de ser bem realizada.

Quantas pessoas você conhece que têm aquela dificuldade de dizer: “Desculpa, errei.”

Em vez disso criam uma atmosfera hostil com desculpas furadas e acusações levianas. Mas da próxima vez que você se deparar com alguém que foge das suas próprias falhas, relembre à pessoa essas 10 razões para assumirem seus erros:

10- Bola de neve de desculpas

Quando a pessoa decide esconder um erro, ela cria uma bola de neve de desculpas que nunca terá fim, uma vez que nada poderá encobrir sua responsabilidade sobre seu feito equivocado. Então, acaba virando um erro atrás do outro. A falha em si, como também, a incapacidade de assumi-la.

9- Fere o caráter

Além da da falta de personalidade por não assumir seu erro, ainda é possível detectar uma falha de caráter nessa pessoa, quando mentiras são usadas para acobertar suas deficiências.

Fica pior quando se é capaz de culpar o outro pelo próprio erro. Sim, errar é humano, jogar a responsabilidade em alguém, é falta de caráter.

8 – Evita injustiçar o próximo

E mesmo que ninguém seja acusado pelo deslize de outrem, fica uma margem aberta a interpretações equivocadas sobre o acontecido. Isso pode acarretar em consequências para algumas pessoas que não tem nada a ver com o acontecido.

E ser complacente com esse tipo de injustiça é covardia. Atitude de pessoas fracas, que não conhecem suas próprias qualidades e, por isso, não se permitem errar.

7- Primeiro passo para evoluir

Viemos a esse mundo para adquirir muito conhecimento. O erro tem uma importância muito maior na nossa vida do que imaginamos. Ele é o instrumento desse aprendizado porque é errando que compreendemos a melhor forma de fazer as coisas certas.

Evoluir significa dar um passo adiante da falha que acabamos de cometer, então, se não há aprendizado com o erro, a vida de quem erra torna-se perda de tempo.

6- Possibilidade de correção

O passo seguinte na evolução é corrigir o erro. Conversar sobre a nossa falha. Avaliando escolhas e atitudes podemos reciclar nosso comportamento em determinada situação.

Ao negar o deslize, uma pessoa nega também a possibilidade de corrigi-lo da maneira mais eficiente. Isto é, desperdiça a oportunidade de se tornar melhor como ser humano, o grande objetivo de nossa existência.

5- Sugere maturidade

Somente uma pessoa madura é capaz de ponderar sobre seus erros com simplicidade e segurança sem esquivar-se da responsabilidade. Agir com genuína naturalidade diante de uma falha é demonstração de uma personalidade bem resolvida e confiável.

4- Costume de errar

Quando não se assume uma falha, abrindo a possibilidade, injustamente, de não sofrer as consequências de um erro, a pessoa pode se acostumar a falhar.

Funciona mais ou menos como a impunidade da justiça. Se alguém comete um crime e não paga por ele, logo, logo voltará a repetir a ação. E, independente do tamanho do erro, quem sai prejudicado e deixa de evoluir é a própria pessoa que errou.

3- Viver na realidade

Viver de acordo com a realidade é a melhor maneira de ser feliz. Burlar os fatos é muito trabalhoso e desperdiça muito tempo com o que não é vida.

A partir do momento que negamos uma verdade, damos um passo para fora da linha natural da vida. Portanto, assumir erros está intrinsecamente ligado à possibilidade de se ter uma vida real ao invés de uma vida de mentira.

2- Peso na consciência

Mesmo que ninguém fique sabendo que a gente errou. Seguimos com um sentimento de culpa que pesa no seu dia a dia. O medo constante de ser descoberto tira a calma de qualquer um e faz com que a pessoa perca o foco pensando e avaliando possibilidades de ser pega, muitas vezes, até de forma paranoica. Perdemos em qualidade de vida e ganhamos muito estress

1- Paz interior

Errar tiro o nosso sono por alguns dias, mas esconder o erro tira nosso sono para sempre. A coragem para assumir falhas e assumir suas possíveis consequências reforça nossa autoestima e nossa confiança em ser uma pessoa forte e do bem.

E isso nos deixa em paz, afinal, não há nada melhor do que deitar a cabeça no travesseiro com a consciência limpa de quem fez a coisa certa, mesmo depois de ter feito a errada.

Até porque é possível distorcer verdades e enganar aos outros, mas a realidade sempre será imutável.

E colocar a sujeira para baixo do tapete pode até dar a aparência de limpeza, mas sabemos que a casa ainda está suja.

E você, definitivamente, merece ter uma vida limpa.

Texto original inspirandoluz.com.br. Compartilhe o link à vontade. Utilização dos nossos artigos em sites/portais ou em vídeos e áudios é permitida, desde que com os devidos créditos ao texto e ao nosso site, de forma clara e visível.  Grato pela compreensão. 

 

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.