O objetivo desse artigo não é isentar o rapper de suas responsabilidades ou ignorar que ele sofreu as consequências de suas prórias escolhas, mas o falecimento do Mc Kevin deixa uma lição muito importante sobre o quanto as tendências do nosso caráter, boas ou ruins, podem ser potencializadas pelas pessoas que nos cercam.

Por isso, preste atenção em quem você confia, seja no trabalho, entre amigos ou família.

Entenda, nem todo conselho é bom, depende de quem vem e para aonde leva você. Infelizmente, há muita gente que, nem se dá conta, mas, inconscientemente, deseja o seu pior.

Isso devido à frustração de tudo aquilo que não são, misturado com tudo aquilo que você é e conquistou. Receita perfeita para um inimigo velado, sorrateiro. Prestes e lhe dar uma rasteira com as “melhores” intenções.

Muitas vezes, é difícil detectar, porque nem ele se dá conta. Uma brincadeira maldosa aqui, um comentário intriguento ali, somados a uma desvalorização constante e muitos sorrisos forçados.

Então um simples, “eu não deixava assim” pode levar você a jogar sua vida fora por uma bobagem pilhada por quem, na verdade, nunca quis seu bem. Porque no fundo, não se suporta.

São os infelizes parasitas da felicidade alheia, desapercebidamente, causando estragos diários na sua vida e na sua alma.

Desta forma, você pode não cair de um prédio mas a sua autoestima despenca. Ou você pula dos seus sonhos e quem morre é o seu amor-próprio.

De fato, quem é amigo de verdade briga com a gente por nós mesmos, diz “‘Cê é louco? Casou tem duas semanas, não vou deixar você fazer m… não.” ou perde a paciência e grita:

“Para de fazer isso com você mesmo.”

Amigo apaga o fogo em vez de por lenha na fogueira. Veja bem, não importa estado civil,  casado ou solteiro, certamente, o que vale é o coração, o zelo, o carinho verdadeiro, a amizade pura e genuína.

Por isso, observe quem lhe influencia a ser mais feliz e quem tem sempre um palpite desestimulador, seja em relação aos seus objetivos ou à sua autoconfiança, seja a tudo de bom que você é.

Saiba discernir amigos que colocam positividade na sua vida, daqueles que estão sempre agregando coisas ruins, problemas e confusões.

Amigo faz bem,  quer bem. Amigo ajuda a gente a ser do bem.

Se não for assim, afaste-se. Afinal, temos nosso livre arbítrio e também nossa responsabilidade.

É certo que ninguém empurrou o Mc Kevin sacada a baixo. Não estamos procurando culpados, nem preocupados em isentá-lo dos seus erros e escolhas.

A ideia e fazer um alerta: ninguém é obrigado a ficar ao lado de gente com energia ruim, que insiste em colocar você em apuros em ser uma influência negativa ou, pior ainda, fazer você se sentir mal em relação a si mesmo ou às suas escolhas.

Nós já temos nossas próprias fraquezas, contra as quais lutamos todos os dias, precisamos de aliados nessa batalha árdua e não incentivadores de coisas ruins.

Então, na verdade, ficam duas lições sobre esse acidente: preste atenção nos amigos que tem e diga não às drogas.

Tarde demais para o muita gente, mas você ainda pode cantar e levar a vida nesses belos versos de Chico César:

Deus me proteja de mim e da maldade de gente boa.

Da bondade da pessoa ruim. 

Deus me governe e guarde, ilumine e zele assim.

A mim e a todos nós.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.