Independente da sua atual situação, não espere a vida passar. Esse não é o plano de Deus para a sua jornada.

Ele quer que você mude um pouco todos os dias.

Ou seja, se as coisas não vão bem, Ele quer que você supere, que as alegrias voltem a frequentar a sua casa. MAS se elas já estão ótimas, Ele quer que você melhore mais ainda. Em uma subida ascendente infinita para a felicidade.

Se parou, Ele quer que retome. Se nem começou, Ele quer que você arregace as mangas e vá a luta.

Certamente, essa é a vontade constante de Deus e a função da fagulha divina que habita, efervescente, a sua alma.

Desistir não é uma opção enquanto pulsar vida dentro do seu peito. Enquanto o sangue fervente correr nas suas veias vibrando a paixão que o move até os seus sonhos.

Sim, não é fácil mudar. Implica riscos não só de estrutura física, mas também emocional.

As mudanças exigem trabalho, organização, planejamento. Temos muitas responsabilidades e não podemos simplesmente ignorá-las.

Deus não quer que você jogue tudo para o alto e seja o que Ele quiser. Pelo contrário, é preciso transformar a vida com consciência, com cuidado e inteligência.

Desta forma, evite que o futuro vire um Deus nos acuda. E, principalmente, não espere a vida passar.

Mantenha os bois na frente da carroça e calcule a medida dos seus sonhos, reflita as decisões sensatas e lúcidas que mantêm o equilíbrio no ir com responsabilidade.

De fato, precisamos mensurar os passos certeiros e necessários para não cair em um ciclo de ansiedade.

Porque ela atrapalha a concretização dos nossos objetivos. Como também, diminui a nossa concentração e, consequentemente, esvanece as nossas qualidades e a nossa capacidade de realização.

Ansiar pelo futuro toma uma parte importante de nós, a qual precisa ser usada com sabedoria no desempenho do nosso melhor.

Se o sonho vira aflição, a gente perde a força para seguir em frente porque fica angustiado.

Certamente, a angústia nos amedronta e nos tira a vontade de enfrentar os obstáculos no caminho. Da mesma forma, a desistência pode nos colocar em depressão anulando a vibração da vida em nossa alma.

Por isso, tenha fé em vez de pensar demais. Não superavalie as condições e as consequências, pois quando raciocinamos muito, ficamos preso em conjecturas mentais, o que torna difícil sair do lugar-comum, da comodidade. Exatamente o contrário da expectativa do Universo.

Tenha o cuidado necessário, mas escute menos a voz da razão e mais a do coração porque é lá que Deus sopra dicas lindas para você o tempo todo.

E não tenha medo, Deus sempre estará com você. Ele é o vento que assopra a vela dos acontecimentos da sua vida. Na calmaria, Ele quer que você conheça o seu interior, que se reconecte com seus valores mais incríveis.

No furacão, Ele espera que você conheça a sua força. Que não há tempestade que você não possa enfrentar.

E é assim que construímos nossa integridade, nossa honra e caráter. Virando o leme para a direção oposta se for o caso, mas com o intuito de seguir os nossos sonhos e o cuidado para não deixar o barco virar.

E vamos altivos nesta insistência de continuar apesar das dores e tragédias particulares. Nessa dinâmica ativa que quebra e cola o nosso coração o tempo todo.

Então, você vai amadurecendo mais e mais a cada dia. Compreendendo pouco a pouco que é um ser destinado à paz interior, a um paraíso de alegrias e felicidades. Sem desconfianças. Sem tristeza. Pleno.

Com o tempo, o caminhar pela vida, diferente do comodismo, vai transformando você em um ser humano cada vez mais incrível, cuja alma ascende de pouco em pouco ao sentido máximo do amor e da paz.

E não se preocupe em chegar, o mais importante não é o destino final.

Você não precisa de um lugar para brilhar, a luz já está em você. Apenas não espere a vida passar. A dádiva da jornada é experimentar e resplandecer todas as maravilhas escondidas na sua alma.

É descobrir o ser humano incrível que você é.

E desvendar o destino sensacional que Deus planejou para a sua vida.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.