Não mendigue afeto, o amor não é uma via só, pelo contrário, ele é o retorno de todo bem que alguém lhe traz.

Existe uma diferença muito grande entre entrega e submissão. A primeira envolve afeto, a segunda possessividade.

Entregar-se em uma relação é a dois. Desta forma se constrói a vida juntos. Ambos planejam o futuro levando em conta os desejos e os sonhos dos dois. Ambos também cedem e se ajudam, e o casal progride unidos.

Obviamente, relações desta natureza aumentam o nosso amor-próprio e a nossa vontade de viver. Nosso poder de realização se superdemensiona e nos sentimos plenos. 

Um relacionamento sadio nos faz capaz de lidar com tudo de uma forma nobre, Ele nos deixa em paz.

Por outro lado, submeter-se a alguém é uma moeda de apenas um lado. Um pessoa se doa, faz de tudo pelo outro e trabalha sozinha na relação. Como se fosse um bobo da corte para a vossa majestade.

Com certeza, uma relação assim não tem nada a ver com amor. Pelo contrário, ela pode ser tóxica e destruir a autoestima de quem que é submetido. Desde questões emocionais, financeiras e até físicas.

Por isso, não mendigue afeto nem implore por atenção. E, principalmente, não corra atrás de quem foge de você.

Tenha sempre em sua mente e coração que você merece alguém que ame com o mesmo carinho e dedicação que você é capaz de amar.

Um amor alegre, onde o casal se encontra no meio em vez de você sempre ter que ir atrás. Um relacionamento onde um faz pelo outro, com equilíbrio, respeito e admiração mútuos.

Jamais permita que a carência ou a insegurança lhe autorizem a viver uma relação onde você faz pelos dois, ama pelo casal.

Se não existe reciprocidade, se a relação lhe faz mal e coloca você para baixo em vez de fazer seus olhos brilharem, não chame de amor.

Porque, se machuca mais do que faz sorrir, é hora de partir.

O mundo é repleto de possibilidade. Você se cura e se abre para uma nova paixão mais positiva e agregadora. Exatamente do jeito que você merece e, assim, para de desperdiçar tempo com quem não é digno do seu afeto e dedicação.

Portanto, não cobre a presença de ninguém. Certamente, quem gosta de verdade se faz presente sem insistência. Se dê o valor! O amor verdadeiro é instantâneo, genuíno.

E você é muito incrível para ficar com quem não entende isso.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.