Já pensou se a lei da atração fosse, assim, fácil?

Você imagina o sucesso e ele cai aos seus pés. Ou você deseja conquistar o mundo e, em um piscar de olhos, ele é todo seu.

Mas, não. Pelo contrário, o caminho até as conquistas vai muito além de desejar. A real lei da atração é ir a luta, porque não são seus sonhos que vêm até você. É você que vai até eles.

Certamente, é importante se ver vitorioso. Imaginar-se naquele lugar que você sempre quis estar. Aceitar suas qualidades e competência. Isso potencializa a sua força de vontade.

Entretanto, essa visualização da conquista não o coloca lá.

Certamente, você precisa ter muita gana para correr atrás, porque nada cai do céu. Porque a lógica é exatamente inversa, são os seus sonhos que atraem você.

É a mesma coisa que uma pessoa amar você e esperar que você corra atrás dela. Não faz sentido. A lei diz que para você não resistir ao que o move e para se entregar ao que o apaixona.

Você precisa entender isso para não se acomodar no vitimismo. Não aja como se você fosse a consequência do funcionamento das coisas ou dos outros, quando na verdade, para chegar lá é necessário assumir o controle.

É fundamental estar no comando da sua vida e fazer parte desta engrenagem. Você é a parte principal de tudo que deseja alcançar. A mola propulsora da sua felicidade.

Nada nem ninguém pode ser mais importante do que o seu papel nessa luta.

Está em você a possibilidade de construir, de recomeçar. Somente você pode superar os obstáculos físicos e emocionais e encontrar outras saídas.

Obviamente, não temos o controle sobre o que está fora do nosso alcance, sobre s muitos tropeços do destino e, as vezes, até sobre algumas de nossas decisões.

Por outro lado, a partir do momento que você toma consciência dos erros e assume seus problemas, as coisas começam a mudar. Você sai da sensação de impotência e passa a ser o dono dos seus próprios atos.

Quando compreende a fronteira entre o que não pode mudar e aquilo que pode, um oceano de lucidez invade a sua alma e, então, você entende exatamente o que precisa fazer.

É assim que a verdadeira Lei da atração funciona.

Ela inspira, reenergiza o ímpeto de conquistar. Ela o incentiva a levantar depois do tombo, a jamais desistir.

Evidentemente, em algum momento você vai cansar, vai pensar em jogar tudo para o alto.

E tudo bem. Você não é obrigado a estar o tempo todo motivado. Com certeza, tem um coração que sente uma batalha perdida, ou um desafeto pronunciado e a dor da frustração.

Permita-se ter preguiça, procrastinar e, às vezes, até explodir. Inegavelmente, pode ser uma forma de reciclar a energia da lei da atração já acomodada em você.

Então, essa pausa vira um momento de reflexão, de avaliação e mea-culpa.

Novos horizontes se abrem, novos planos e ideias surgem e, quando a vontade de vencer volta, você levanta da cama com todo aquela força que sabe que sempre existiu dentro de você.

Desta maneira, quando você chegar lá, não pense que foi a forma como você imaginou, mas a forma como você agiu, pois o pensamento positivo pode ser fundamental para realizar sonhos.

Mas o herói da sua história sempre será você.

 

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.