Quem não sonha com um relacionamento que dure para sempre?

Não é uma tarefa fácil mas separamos algumas dicas que vão ajudar seu amor a ser eterno.

Às vezes, nossas relações apresentam problemas fáceis de se resolver, mas acabamos perdendo nosso amor porque nem sempre nos damos conta disso.

Preservar um amor por anos, ainda pode ser o melhor para o coração e para a família. Para isso é necessário:

1- Diálogo aberto.

É necessário ter um canal aberto de comunicação sem julgamentos. Antes de recriminar, deixe sua parceira(o) se expressar e depois dê sua opinião. Nem sempre existe alguém errado, os pontos de vista podem ser apenas diferentes.

Os casais que entendem isso e vivem bem com a diferença ficam juntos por muito mais tempo.

2- Respeito aos sentimentos.

Um casal é formado por dois mundos completamente diferentes e aquilo que um sente pode não fazer nenhum sentido para o outro. Entretanto, quando há empatia, conseguimos entender os sentimentos da(o) parceira(o).

E respeitá-los é ser capaz de amar e manter uma relação duradoura ao evitar ressentimentos.

3- Não expor o outro.

Sim, roupa suja se lava em casa, pelo menos quando se deseja que o relacionamento dure. Proteger a pessoa com quem você se relaciona é um gesto de amor.

Expor o outro, principalmente na frente de conhecidos, é sentido como uma traição e até humilhação e nenhum relacionamento dura nessa energia.

4- Ser amigos.

É muito difícil uma relação acabar quando seu amado é seu melhor amigo. Trocar confidências, escutar desabafo pessoais ou profissionais. Ainda dar conselhos, ser o ombro em momentos difíceis e comemorar as alegrias são algumas características fundamentais da relação de longo prazo.

Amar também significa ser cúmplice.

5- Criatividade sensual.

Evitar que os anos façam com que a relação íntima caia na rotina ou até mesmo no esquecimento é condição primordial para que um casamento não acabe.

Surpreenda, traga novidades que agradem tanto um quanto o outro. Assim, se a sua relação passar por um inverno rigoroso, o fogo da paixão não vai deixá-la congelar.

6- Entender erros.

O mais importante não é o erro em si, mas a intenção. Não somos perfeitos, então mesmo com o coração cheio de amor, ainda cometemos muitos erros. Mas, se o amor não ficou comprometido, perdoe.

Casais tem muito ainda o que apreender e evoluir com seus próprios erros. Tenha em mente que nenhuma relação duradoura é perfeita.

7- Respeitar as famílias.

Apesar dos defeitos de nossas famílias nosso olhar sobre ela é de amor. Por isso, mesmo que tenha diferenças ou não entenda certas situações que seu companheiro admite dos parentes dele, respeite-os e promova a união deles.

Tal atitude fará bem ao seu amado deixando-o mais feliz. E, se você o ama de verdade, é assim que quer vê-lo.

8- Tratar bem.

Gentileza e respeito no trato é inerente ao amor. Em uma relação duradoura ninguém submete ou é submetido. A partir do momento que o desrespeito é aceito no relacionamento, o fim não demora a chegar, e, claro, com muita briga e confusão antes de terminar.

9- Saber abrir mão.

Requer sintonia para entender até onde algo é realmente importante para o outro ou não. Tem vezes, que não nos custa nada agradar o(a) parceiro(a), tem outras que não dá para encarar.

Mas com muito amor, diálogo e generosidade, característica própria do amor, é possível chegar ao equilíbrio com bom senso e ter uma relação feliz e duradoura.

10- Não competir.

Um casal é a união de forças na construção de um futuro em comum. Não funciona uma relação onde os parceiros, que deveriam se ajudar, competem entre si.

Se um dos dois necessita se sobressair, ter uma carreira melhor ou apenas chamar mais atenção, está em uma relação consigo mesmo e não de casal.

11- Ser fiel.

A fidelidade é importante em relação a tudo que uniu os parceiros desde o início. Quando um casal se forma, princípios e valores são unidos e misturados, e uma nova entidade moral surge, única e diferente de quando estavam sozinhos. Para uma relação ser longa, é preciso se adequar e cumprir com a palavra.

12- Deem-se um tempo de vez em quando.

Pode ser um simples espaço para ficar sozinho e meditar em casa. Pode ser momentos para desfrutar com os amigos, com a família ou um lazer. Quem sabe uma semana de férias um do outro.

E até mesmo uma separação momentânea pode reforçar os laços quando entendemos que estar longe é difícil e superar as adversidades é a melhor opção para o coração.

Relacionamentos não são fáceis. Por isso não espere que eles sejam perfeitos.

Mais do que seguir estas dicas é fundamental que exista o desejo de melhorar como um casal. Por isso, a constante manutenção da relação é muito importante.

Se é de verdade, vale sempre a pena lutar. 

Afinal, não existe nada melhor para o nosso coração do que achar um amor, daqueles, para a vida inteira.

Texto original inspirandoluz.com.br. Compartilhe o link à vontade. Utilização dos nossos artigos em sites/portais ou em vídeos e áudios é permitida, desde que com os devidos créditos ao texto e ao nosso site, de forma clara e visível.  Grato pela compreensão. 

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.