Tire esse peso das suas costas: pessoas perfeitas não existem. As pessoas mais incríveis do mundo também são repletas de limitações.

Todo ser humano é um conjunto de qualidades e defeitos, portanto, não há razão para você se sentir inferior pelos seus. Para ser felizes, é necessário aceitar as limitações com naturalidade e aprender a lidar com elas de uma forma mais sábia.

Por isso, siga à risca essas 6 dicas importantes:

  1. Não se torture por seus defeitos

A culpa não desaparece com suas limitações, pelo contrário, ela potencializa falhas e faz com que entremos em um ciclo vicioso de angústia e irritação, que nos causa a sensação de impotência e descrença em nós mesmos, tirando nosso ânimo de viver e podendo até nos causar depressão.

  1. Não tenha vergonha dos seus defeitos

Eles são humanos e existem para você evoluir. Com as limitações, aprendemos a ter o controle sobre nossas atitudes e amadurecemos nossa mente. Nossos defeitos têm a função universal de nos levar ao passo seguinte adiante na evolução da nossa alma. Por isso, não se envergonhe de algo que faz parte da existência.

  1. Não deixe seus defeitos crescerem mais do que suas qualidades

Seja maior do que os seus defeitos. Tenha tempo para mostrar tudo que você tem de bom, não só para que os outros entendam suas capacidades, mas para que você jamais deixe de acreditar no divino valor que possui e na importância que tem para o mundo.

  1. Se desligue de tudo que leva você a viver os seus defeitos

É seu dever afastar-se de qualquer situação ou pessoa que incite sua agressividade, ou faça você se sentir sufocado, oprimido, ansioso ou melancólico. Você nunca será uma pessoa melhor ao lado de quem quer lhe ver sendo pior. Conviver com quem estimula suas qualidades é uma estratégia para vencer seus defeitos e na vida porque estimula o que de melhor há em você.

  1. Potencialize seus defeitos para o lado positivo

Use-os para se fazer bem. É possível sim! Teimosia é importante para não desistir dos sonhos. Ser cético nos leva a um caminho lindo até confirmarmos a verdade. E se você é esquecido, aproveite para não lembrar do que doeu, para esquecer ofensas, pessoas e experiências que não lhe acrescentaram nada. Seja sincero demais apenas com as pessoas fortes, capazes de lhe ouvir e responder à altura. Use seu egoísmo quando se sentir oprimido, for injustiçado ou com pessoas oportunistas, para defender seus direitos. Seu extremismo, aplique contra a maldade. E aproveite sua preguiça para ficar de conchinha com seu amor em dia de chuva assistindo filme.

  1. Entenda que seus defeitos têm um sentido divino

Não é uma luta fácil. Eu sei. Exige resiliência, força de vontade e treinamento, mas é uma luta válida porque nossas limitações revelam exatamente aquilo que o Universo pretende que aprimoremos nessa vida. Eles são a razão pelas quais estamos nesse mundo. Vieram conosco para nos ajudar a espiar dívidas e evoluir enquanto almas eternas que somos. Então, não os ignore, pelo contrário, enfrente, pois, enquanto não vencemos um defeito, vivemos uma eterna luta contra os problemas causados por ele.

Portanto, não fuja nem esconda seus defeitos. Não julgue nem se deixe ser julgado por eles. Falhas e limitações fazem parte de vida, o importante é manter a boa intenção e positividade em tudo que faz. Encarar os defeitos de frente é assumir o controle e ser dono de si. Assim, em vez de vergonha, teremos gana de vencê-los.

Afinal, se foi Deus quem nos fez com defeitos, eles também são divinos.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.