Vá para onde você é feliz: é de seu merecimento. Apaixone-se pelo que lhe faz bem: significa estar apaixonado por si mesmo. Mude tudo aquilo que já não faz mais sentido: é maturidade.

VÁ!

A vida não para de se mexer. Somos seres em constante movimento. O tempo está sempre indo para frente nos arrastando para o futuro. E nesse ir em direção aos anos, vamos à escola, ao dentista, vamos a festas, casamentos e enterros. Vamos ali na esquina, seguimos em frente e podemos até andar para trás. Então, pegue carona nos dias para a direção dos seus sonhos. Para a casa de quem você ama. Para seus locais preferidos, para as cidades que você deseja conhecer. Para qualquer lugar que lhe faça bem. Vá, mas vá com vontade e determinação, com a certeza de que está indo para a direção certa, mesmo que desconfie todos os dias. Se tiver de voltar, volte, e se for o caso, vá de volta. Mas nesse constante ir e vir, só vive bem quem pilota a própria vida, pois ela continua seguindo de qualquer forma, se você não embarca e vai, desperdiça o seu viver.

APAIXONE-SE!

É a paixão que move o nosso ir. Se nele não há um pingo de desejo, tornamo-nos impostores da vida. Nos apaixonamos o tempo todo por tudo, não só por pessoas, mas também por uma matéria na escola, uma profissão. Caímos de amores por um livro ou um filme. Ficamos de quatro por aquele chocolate, aquela cidade incrível, uma comida deliciosa. Tudo aquilo que desperta prazer, desde um perfume à casa da infância até um crush famoso, é que nos move. E se você quiser malhar para a Angelina Jolie, malhe. Se preferir fazer um regime para o Brad Pitt, faça. São as paixões, mesmo platônicas, que nos levam ao melhor de nós mesmos, se não for assim é uma mesmice insalubre. Vive melhor quem se apaixona por apaixonar-se. É a paixão que nos dá energia para viver.

MUDE!

E não tenha medo de mudar. Mude a direção, a razão de viver. A vida está em um eterno aprimoramento. Cada segundo é uma mudança em nosso corpo, uma possibilidade de transformação em nossa alma. É a primavera que floresce, o outono que seca, é barba que cresce, esmalte que descasca. Mudamos de cidade, de carreira, de vida. Mudamos até o jeito que somos, os pensamentos e comportamentos. Se a vida é uma onda no mar, existe um oceano dentro da gente em constante evolução. Não hesite em mudar de emprego, de faculdade, nem de calçada. Mude para variar, para recomeçar. Mude de sonho. Pegue novos caminhos ou um sol e mude de cor. E quem sabe a sua vida fica colorida também. Se sentir vontade mude o corte de cabelo, o estilo de roupa, de companhias. Mude não só suas escolhas, como também a forma como você as escolhe. A mudança é sinônimo de crescimento e maturação. Então, as direções se tornam mais interessantes, as paixões mais consistentes. E quando tudo já estiver mudado, mude de novo o seu viver.

Não tenha medo. Mas mesmo se tiver, vá, apaixone-se e mude, ainda que sinta aquele frio na barriga. Desista da falta de ânimo. Jogue a depressão pela janela. É em uma constante de ir, apaixonar-se e mudar o tempo todo que levamos uma vida que vale a pena, porque se o corpo não aguenta ficar parado e sem paixão, imagina o coração.

Vá, apaixone-se, mude. E repita sem parar, para o resto da sua vida!

E quando olhar para trás, agradeça ao Universo este eterno movimento de ir para o futuro, porque, apesar de todos os percalços da vida, você foi, apaixonou-se e jamais se teve medo de mudar. 

Por isso, independente de qual seja o seu viver nesse ir, você já possui motivos o suficiente para sentir orgulho da vida que tem. Meu parabéns.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.