Ainda temos muito o que caminhar para construímos o paraíso na Terra. Em nosso mundo ainda há muitas provas, sofrimento e sentimentos de ódio, como raiva, rancor e maldade.

Logo, então, frequentemente, em nossos caminhos, cruzam pessoas dispostas a cometer despautérios que a gente jamais seria capaz nem de pensar em fazer. Mas existe um segredo para frear quem tenta nos fazer mal.

As atitudes dessas pessoas malignas são calcadas em sentimentos como vaidade, ganância, frustração, soberba, egoísmo, orgulho, etc. Pessoas com esta energia atrapalham nosso dia a dia, tanto na concretização dos nossos objetivos quanto na manutenção do nosso equilíbrio emocional e na paz da nossa alma.

Isso porque quando sofremos uma maldade, nosso coração se despedaça, principalmente se vem de quem a gente tem carinho.

Sentimos um aperto no peito e uma vontade imensa de chorar. Às vezes, fica difícil de acreditar, e, dependendo da traição e de quem a cometeu, podemos até entrar em depressão.

Outras vezes, somos tomados pelo ódio e independente da dor que a gente sinta, nosso primeiro desejo é de que a pessoa enfrente a mesma dor que passamos. É quando vem a ideia de vingança.

Consumidos pela sensação de inferioridade que a maldade nos causa, damos lugar a raiva e queremos devolver na mesma moeda. Punir o malfeitor. Mas isso significa se rebaixar à mesma pobreza de espírito. Assim, como nosso algoz, deixamos que os sentimentos ruins nos dominem. E o retorno em vingança pode ser o primeiro passo de um ciclo interminável de ódio.

Para não entrar nesse nível baixo de energia, primeiramente, é imprescindível acreditar na lei do retorno. O Universo cedo ou tarde, nessa ou noutra vida, irá cobrar a dívida do mal que se fez.

Então, relaxe. A justiça dos homens pode falhar, mas a dos Céus será bem-feita. Deus nos concedeu o livre arbítrio, mas todo mundo colhe exatamente aquilo que planta e cultiva. A vingança é uma perda de tempo.

A lei do carma retorná com eficiência, no tempo e condições de Deus.

Então, entregue toda maldade humana à perfeição do Universo. Essa pessoa que feriu você, já deve ter feito isso antes e continuará levando o mesmo tipo de problemas aonde quer que ela vá.

Pode parecer contraditório querer o bem de quem nos fez mal. Entretanto, o grande segredo para nos livrarmos das pessoas maldosas é orar por elas. Exatamente! Rezar por esses espíritos menos evoluímos é tirar a raiva do nosso coração.

A melhor coisa que podemos fazer é mandar energias positivas às pessoas que atrapalham nossas vidas.

Assim, transformamos o ódio causado pela dor em um sentimento bom que nos liberta do rancor. O que nos devolve a nossa paz.

Mas o principal benefício dessa oração é que, pedindo para os Céus iluminação a um ser maligno, estamos colaborando com a evolução do seu espírito. E a oração tem uma força transformadora e é capaz de operar milagres quando feita em misericórdia.

E, tendo tal espírito evoluído, ele irá repensar seus atos e se livrar de muitos sentimentos negativos. Assim, o grande beneficiado será você, porque a pessoa finalmente será um encosto que sairá do seu pé, evitando trazer mais problemas à sua vida.

Então, ore muito por alguém que lhe faz mal. É a melhor maneira de levar paz a alma da outra pessoa e, principalmente, a sua.

Porque quando você vence seus inimigos internos, nenhum inimigo da vida é capaz de lhe atingir.

Texto original inspirandoluz.com.br. Compartilhe o link à vontade. A utilização dos nossos artigos em sites/portais ou em vídeos e áudios é permitida, desde que com os devidos créditos ao texto e ao nosso site.  Grato pela compreensão. 

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.