Você já se viu paralisado diante de seus sonhos, desejos de realizações e dos tantos planos que tem? Pois bem, você não é a única pessoa que quando pensa em correr atrás da sua felicidade algo o segura como um convite a ficar estagnado e postergar sejam quais forem seus objetivos. 

Muitas vezes, não nos damos conta, são desculpas sem sentido, motivos irrisórios com o simples propósito de nos impedir de seguir na luta pelo que faz sentido em nossas vidas. E existem várias razões para isso, entre elas:

1. Medo de falhar

Na vida de algumas pessoas, a falha pode ter um peso muito maior do que, de fato, possui. Um simples equívoco é o suficiente para se sentir péssimo, inadequado e incapaz. Surgem sentimentos de vergonha, angústia e até depressão. E para evitar carregar tudo isso no peito a gente simplesmente nem tenta. Mas na vida cometemos mais erros do que acertos. Portanto, relaxa e manda ver.

2. Incerteza do futuro

Ninguém tem como saber se as coisas vão dar certo. A vida é um contínuo processo de tentativa e erro. Mas a impossibilidade de prever um resultado não pode ser um empecilho na batalha por sonhos, caso contrário, todos ficariam estagnados nessa dúvida sobre o amanhã. A vitória vem para aqueles que não tem medo do desconhecido.

3. Fantasia comodista

A gente deseja algo e simplesmente começa a sonhar com aquilo. Criamos a fantasia de um processo perfeito de acontecimentos e um sucesso exatamente do jeito que gostaríamos de ter. Entretanto, sabemos que a vida não funciona assim, então, preferimos viver a esperança do triunfo imaginário do que correr o risco que a nossa fantasia não se realize. É preciso determinação para o sonho virar realidade.

4. Medo de ser um impostor

Quando não acreditamos na nossa capacidade, criamos a ideia de ser um farsante. Chegar aonde desejamos é algo tão distante daquela realidade negativa que temos sobre nós mesmos que surge essa sensação de enganar a todos. Consequentemente, vem aquele medo de um dia ser descoberto. É como um rei que evita o trono por não ser dar conta de sua majestade. Mas você é capaz, sim, basta acreditar.

5. Evitar a dor

A vida não é fácil. A gente se machuca com os golpes da luta pelos nossos sonhos. Isso nos entristece e desanima. Então, a gente olha para o caminho, vê os buracos, as pedras, os temporais e prefere desistir. Mas nada na vida vem de graça. E o sofrimento faz parte da nossa trajetória. E por mais sensíveis que sejamos é preciso correr o risco de ser feliz. Até porque a frustração de desistir vai doer ainda mais.

6. Comodismo

Então, todas estas dificuldades juntam-se diante da nossa estrada, criando um obstáculo gigante, porém imaginário, que nos impede de caminhar em direção ao que tanto planejamos. A gente acha que é preguiça, que talvez não seja exatamente o que queremos, mas, na verdade, é o peso das provações que a gente sabe que vai passar. São as dificuldades atuais e antecipadas que tentam nos enganar dizendo que não vale a pena, que nunca vamos conseguir. Mas não as escute. Siga na sua luta com a força que você sabe que tem.

Use os tropeços para fortalecer as suas pernas e aprender a levantar. Porque, afinal, como dizem os grandes vencedores:

A vitória não pertence a quem nunca perde, mas àqueles que nunca desistem.

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
Luciano Cazz é formado em Comunicação, também ator e roteirista pela NYFA (New York Film Academy). Além de estudante de Psicanálise. Autor do livro A Tempestade Depois do Arco-íris.