Tem muita gente pedindo perdão por aquilo que não sabe desculpar. Não adianta querer ser perdoado por Deus e ser incapaz dar o perdão aos homens.

Perdoar o próximo assim como eu vos perdoei?

Com certeza, essa é a premissa dos Céus, mas algumas pessoas se acham mais merecedoras do perdão do que outras.

São as mesmas que se esquivam dos seus erros, encontrando as explicações mais egocêntricas para justificarem seus próprios atos equivocados. Exatamente aqueles mesmos que são incapazes de perdoar nos outros.

Faça aos outros o que gostaria que fizessem com você.”

Certamente, é um princípio utópico na nossa sociedade.

Quando tiramos vantagem, quando mentimos para abafar um erro ou para prejudicar alguém, estamos contrariando de forma contundente toda essa ideia de igualdade e fraternidade. Uma ética moral que devia mas não governa os relacionamentos.

Assim, esse burlar conveniente das normas de conduta humana torna-se o gerador de todos os conflitos. Desde uma briga de vizinho ou no trânsito até as guerras mais mortais.

Simplesmente, porque em vez de perdoar, nós nos vingamos.

Então, não tem como se dizer de Deus, aquela pessoa que só perdoa o que lhe é mais interessante, que apenas desculpa as pessoas que podem lhe agregar algo.

Nestes casos, o perdão não está no sentimento da bondade e altruísmo, pelo contrário, baseia-se no pior do ser humano.

Enquanto isso, Deus perdoa, sim, até aqueles que são incapazes de perdoar. Ele salva os que não entendem a caridade, abençoa também aqueles que não se importam com os outros.

Deus é ilimitado em sua misericórdia. Mesmo que justo na lei do retorno, deixando o carma agir em sua natureza exata.

Desta forma, Ele espera de nós a mesma atitude. Que perdoemos os males, porque são, na maioria das vezes, parecidos com aqueles que nós mesmos cometemos.

A capacidade de perdoar também é uma graça que Deus nos oferece, como também uma evolução que precisamos atingir.

Tudo começa na generosidade da interpretação. Na bondade de compreender a fraqueza do outro, a sua pobreza de espírito em causar infelicidade, intencionalmente ou não.

Sem dúvidas, é uma alma que precisa de nossa ajuda e o perdão pode ser transformador nesse sentido.

Quando perdoamos nos parecemos com Deus, porque é passar sobre o orgulho, sobre as mesquinharias humanas. E, assim, atingir um grau mais elevado de ser na existência.

Desta forma, ficamos mais próximo ao nosso longo destino final, o qual consiste em ser anjo em outra dimensão. Este é o sentido da alma.

Então, vamos levar Sua Palavra em nossas atitudes como seres mais evoluídos que se colocam a cima da mediocridade dos homens.

Se você não se identifica nem se envolve com o mal, certamente, não se deixará atingir por ele. Perdoar é estar em outro patamar de valores humanos.

Enquanto a maioria espalha a energia do desprezo e do revanchismo, as pessoas que relevam os males que sofrem fomentam os valores divinos. Exatamente a paz que Deus espera para nós. O amor que Ele nos ensina todos os dias.

Agora, é a sua vez de escolher em qual lado estará. Prefira o Dele.

Porque perdoar é a maior benção que você pode dar ao seu coração.

COMENTÁRIOS




Inspirando Luz
Ser luz não é sobre brilhar, é sobre iluminar aonde quer que você vá.